Overblog Suivre ce blog
Editer l'article Administration Créer mon blog

Angye Gaona: acusada de liberdade!

Publié le par Cristina Castello

angye-petite.jpg

Liberdade!

 

Angye Gaona, poeta colombiana, será julgada injustamente no próximo dia 23 de janeiro por crimes que não cometeu (“rebelião” e “narcotráfico”). Na verdade, o caso foi forjado para calar Angye, artista que vem corajosamente se posicionando ao lado da luta dos trabalhadores, dos estudantes e pela liberdade de outros presos políticos. A Colômbia vive um estado de terror ditatorial, sendo enorme a quantidade de presos políticos. Angye pode ser condenada até 20 anos de prisão!!!
Para ajudá-la (e aos demais presos políticos da Colômbia) é preciso uma campanha internacional urgente que pressione o governo terrorista de Juan Manuel. Para isso, criamos este site e damos início ao comitê brasileiro de solidariedade à Angye Gaona.
Navegue pelo site, conheça mais sobre Angye e suas poesias, sobre a Colômbia e seus presos políticos. E, principalmente, veja como ajudar! Caso queira saber mais, entre em contato:  castello.cristina@gmail.com  &    jeffvasques@gmail.com

                                                                                           

                                                                                         Jefferson Vasques
Como ajudar?


O  julgamento de Angye Gaona começa dia 23 de janeiro e o veredito deve ocorrer em dois meses, aproximadamente. Na Colômbia existe uma repressão desenfreada e terrível, apoiada pelo governo todo poderoso dos EUA.
Sejamos solidários com esta mulher, poeta talentosa e mãe esteio de sua família. Ela corre o risco de ser condenada sem provas e injustamente – junto a outras três pessoas: uma sindicalista, um estudante e um defensor dos direitos humanos, acusados dos mesmos “crimes”; eles foram detidos com poucos dias de intervalo, em janeiro de 2011, com toda a parafernália repressiva das forças armadas, como se fossem grandes criminosos. Tudo isto se faz para intimidar os espíritos livres que todavia resistem ao horror na Colômbia.
Angye Gaona cometeu um crime, sim, e continuará o cometendo. Seu “crime”, seu único crime, é o de ser Poeta e de não aprovar as atrocidades cometidas na Colômbia. Seu único crime é de amar a seu país e defendê-lo.
(…)
Vamos lhe dar, agora mesmo, um forte apoio internacional, mediante o envio de uma carta postal aos juízes e uma mensagem por correio eletrônico à Embaixada da  Colômbia no país de cada um. Fraternidade a todos.
 

                                                                                              André Chenet

Mariana2.jpg

Performance de Clemente Padín por la libertad de Angye


O QUE POSSO FAZER PARA AJUDAR?


1.    Divulgar estas informações para o máximo de pessoas;
2.    Assinar a petição online (clique aqui);
3.    Enviar carta postal para o juiz do caso (modelo e endereço ao final desta página) e nos informar do envio : castello.cristina@gmail.com / jeffvasques@gmail.com
4.    Enviar email para embaixada da Colômbia no Brasil [o a la embajada del país donde viva cada uno) cobrando posicionamento email: ebrasili@cancilleria.gov.co  e nos informar do envio castello.cristina@gmail.com  /jeffvasques@gmail.com
5.    Organizar atividades artísticas e politicas em defesa da liberdade de Angye Gaona e dos demais presos políticos da Colômbia (entrar em contato conosco para divulgar a atividade!)


6.    Visitar periodicamente este site para saber das novidades.
Modelo de carta para Juiz do caso Angye Gaona
(este mesmo texto pode ser utilizado para ser enviado por email à Embaixada da Colômbia no Brasil)


Juzgado Único Penal del Circuito Especializado de Cartagena Del Adjunto
Barrio Centro de San Diego,
Calle De La Cruz N º 9-42,
Antiguo Colegio Panamericano
2 º Piso
Cartagena de Indias
Colombia
________________________________________
Nome
Endereço
Cidade, País
Endereço de seu site Web (opcional)

                         

                                       Ref: Radicación o SPOA. 13001-60-01129-2009-02149-00


Senhor Juiz,
Como cidadão do mundo comprometido com as liberdades dos povos, com minha alma e meu coração decidi enviar esta carta para informar meu compromisso e vigilância com relação ao julgamento em seu tribunal de Angye Gaona, poeta colombiana. Estou seguro de que não se julga neste caso a uma mulher traficante de drogas nem uma rebelde, mas uma “contrabandista” das palavras e da poesia, que é consciente dos abusos dos direitos do homem em seu país. Em seu nome, peço equanimidade e razão, apesar das prisões
políticas. A poesia e as modestas condições de vida de Angye Gaona refletem sua inocência, melhor do que poderia apontar o melhor advogado. Seu único crime é o de dizer a verdade através de sua obra poética. Parece-me essencial para a comunidade colombiana, que se respeite a vida e a liberdade de seus poetas, que são um pouco a alma de seu povo. Esperamos, senhor. Esperamos, senhor Juiz, que você seja quem garanta um julgamento justo que honre as instituições de Colômbia, rogo-lhe que aceite a expressão de meu respeito,

                                  Nome

oooooooooooooooooooooooooooo

 

(Versión en castellano):

Apellido y nombre
Domicilio
Ciudad
País
Sitio Web (optativo)


            Ref: Radicación o SPOA. 13001-60-01129-2009-02149-00


Señor Juez,
                                     
    Como ciudadano del mundo comprometido con las libertades de los pueblos, con mi alma y mi corazón decidí enviarle esta carta para informarle de mi compromiso y vigilancia en relación con el caso seguido en su juzgado a Angye Gaona, poeta colombiana.
    Estoy seguro de que no se juzga en este caso a una mujer traficante de drogas ni una rebelde, sino una "contrabandista" de las palabras y de la poesía, que es consciente de los abusos de los derechos del hombre en su país.
    En su nombre, le pido ecuanimidad y razón, a pesar de las presiones políticas.
    La poesía y las modestas condiciones de vida de Angye Gaona reflejan su inocencia, mejor de lo que podría hacerlo el mejor abogado. Su único crimen es el de decir la verdad a través de su obra poética.
    Me parece esencial para la comunidad colombiana, que se respete la vida y la libertad de sus poetas, que son un poco el alma de su pueblo.
    En espera, señor Juez, que usted sea el garante de un juicio justo que honre a las instituciones de Colombia, le ruego acepte la expresión de mi respeto,

Firma

------

*Merci Jefferson Vasques,  André Chenet  et Clemente Padín ! -  Cristina Castello

Commenter cet article